quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Problemas com trincas? Saiba como resolver e evitar

Novo ou usado, imóvel pode apresentar trincas nas paredes, sinal que leva a pensar em estrutura comprometida.


As trincas são mais perigosas do que pode sugerir uma análise superficial. Essa ruptura nas paredes pode afetar a segurança dos itens que compõem a estrutura da casa ou apartamento. Em alguns casos, trincas surgem até mesmo em construções novas.
No caso de edificações recém-construídas, as trincas podem surgir em decorrência da pavimentação da estrutura. “Essa ruptura (trinca) se apresenta por causa do encontro de materiais com diferentes coeficientes de dilatação como, por exemplo, encontro de alvenaria de tijolo cerâmico com estrutura de concreto”, explica o engenheiro da Construtora Carrara, Rodrigo Castro, acrescentando que o excesso de sol, chuva e tráfego intenso de veículos pesados na rua também podem ocasionar trincas, com o passar do tempo.

Ao acompanhar a obra do imóvel adquirido, é importante certificar-se dos procedimentos técnicos de construção e tirar qualquer dúvida com a construtora. Algumas dicas de Castro: “No processo da construção existem algumas medidas preventivas, tais como utilização de ferro cabelo (ou barra de aço de espera), telas para reforço de determinados locais, execução de juntas de movimentação e dilatação”, ensina. No entanto, o profissional alerta: “Ainda assim, é provável o aparecimento de trincas”.
O que fazer, quando as trincas já são uma realidade?
Se as trincas forem pequenas e não estruturais, o conserto é relativamente simples:
1- Abra a trinca 2 cm para cada lado e aproximadamente 1 cm de profundidade;
2- Cole ou grampeie uma telinha de nylon (ou similar);
3- Prepare uma argamassa com cimento, cal e areia na proporção 1:2:8;
4- Adicione cola branca à água na proporção de 1:3 (cola:água);
5- Preencha a trinca aberta com a mistura e faça o acabamento.
Contudo, se a ruptura alongar por toda a parede é hora de recorrer a um profissional gabaritado. “É aconselhável a consulta a um engenheiro especialista, pois as trincas podem ter causas estruturais, e comprometer a solidez da construção”, adverte Sandra Diniz
 
Fonte: Imovelweb